Mês: maio 2019

DICAS DE NARGUILE: VASO DE NARGUILE

Saiba como cuidar do seu vaso de narguile para que dure mais e faça melhores sessões

Saiba o que não fazer nas sessões de narguile para aproveitar o máximo possível e fazer fumaça!!

Como sabemos, o vaso é uma das partes importantes para o funcionamento do narguile. Portanto, devemos ter um cuidado maior com ele para que tenha uma vida útil maior e fazermos melhores sessões.

Começando pelo paradigma de “Vaso Jumbo ou Vaso Sino qual sai mais fumaça?”

Claro que é uma questão de gosto, mas acreditamos que ambos têm o mesmo desempenho, porém alguns modelos de stem combinam melhor com jumbo ou sino em questões físicas e estéticas.

Outro ponto importante são os narguiles pequenos compatíveis com vasos de porte pequeno e assim devem ser utilizado, não invente.

Os arguiles de porte médio podem também ser encaixados em vasos de 30cm, mas esteticamente esses vasos deixam a desejar, na nossa opinião. Sendo assim o acabamento melhor para stem de porte médio são os vasos de porte médio, os 26cm.

Os narguiles de porte grande onde eles são exclusivamente usados em vasos também de porte grande: os de 30cm ou mais, ainda existem alguns XXL de 33cm. No entanto, são bem difíceis de serem encontrados, sendo assim o design do coração da stem dá um acabamento como uma peça única em relação stem/vaso deixando seu setup ainda mais bonito.

Para ficar mais fácil, juntamos as dicas do que não fazer por tópicos:

Como guardar meu vaso de narguile?

Você deve conhecer pelo menos uma pessoa que já quebrou ou trincou  o vaso do narguile por conta de maus cuidados. Por isso, fizemos uma lista com o que fazer para que você não passe pelo estresse de ficar sem ou ter que comprar um novo:

  • Caso guarde o vaso em uma mochila, envolva-o com papel bolha, principalmente na região do bocal;
  • Evitar guardar em armários que você precisará mexer para pegar outras coisas;
  • Hoje em dia, já estão disponíveis malas com divisórias para que os itens do seu narguile não colidam durante o transporte ou manuseio da mesma, além de serem muito úteis para preservar o restante dos itens, como o rosh.

Como limpar meu vaso de narguile?

Para evitar que o vaso do seu narguile mofe ou embolore, é fundamental limpa-lo a com uma boa frequência. Confira a seguir algumas dicas muito práticas para manter seu vaso sempre devidamente higienizado:

  • Um jeito muito facil de fazer a limpeza interna do seu vaso, é colocar um pouco de agua sanitária, detergente e arroz. Ao colocar tudo, agite o vaso fazendo com que o arroz entre em contato com as paredes, fazendo um papel de “escova”;
  • Temos no mercado atualmente produtos próprios para a limpeza do narguile, tanto para stem, quanto para o vaso. São escovas com um cabo que as permite chegar em todos pontos do vaso, sendo possível eliminar a concentração de sujeira mesmo nas áreas mais difíceis de serem acessadas;
  • Para a parte externa, basta passar um pano leve com agua, lembrando dos cuidados para que os detalhes como listras ou linhas do vaso não sejam prejudicados.

Como aumentar a vida útil da minha base de narguile?

Por serem feitos, na maioria, de vidro ou cristal, os vasos exigem certo cuidado na hora de serem utilizados. Por isso, é importante sempre se atentar ao piso que você apoiará o vaso, evitando mesas, pedras, entre outros apoios que podem sofrer abalos facilmente.

Justamente com o intuito de diminuir o contato do narguile com o chão, que existem diversas opções de protetores de vasos e “tapetes” para narguile no mercado, além de proteger o vidro, também fazem com que o mesmo tenha mais estabilidade dependendo do tipo de superfície que você apoia o seu narguile.

Por fim, esperamos que este post tenha sido útil. Queremos sempre agregar algo à sua sessão.

Caso queira saber mais sobre a UMMAHOOKAH clique aqui e confira tudo sobre nosso clube de assinatura como receber suas essências em casa!

DICAS DE NARGUILES: CUIDADOS COM ROSH E ESSÊNCIAS

Saiba o que fazer com seu rosh e com as essências para aproveitar o máximo possível da sua sessão de narguile!!

Neste post, vamos falar um pouco sobre os cuidados com rosh, o que fazer e o que não fazer na hora de preparar sua sessão.

Basicamente, para uma sessão, precisamos do narguile, de um rosh, o vaso, essênCicas, carvões  e alumínio (ou controlador de calor). Então fazemos o rosh com as essências e alumínio, acendemos o carvão e iniciamos o procedimento de controle de calor.

Sabemos como a falta de informação ou de acessórios apropriados podem influenciar sua sessão de narguile de maneira negativa. Por isso, compilamos algumas dicas de narguile que te farão aproveitar melhor e se tornar um pouco menos prejudicial hehe.

Vamos lá!

O maior erro, e talvez o mais prejudicial, quando o assunto é rosh, é tentar colar o mesmo quando quebra. Muitos, em vez de buscar um novo, quando quebram o rosh colam com algum tipo de cola, porém quando aquecidas, liberam substancias altamente nocivas ao nosso organismo. Portanto, não invente de tentar colar um rosh ao quebrar, o barato sempre sai caro. Veja aqui mais uma opinião sobre esse assunto.

Furação de rosh, controle de calor, double set: Saibda tudo sobre esses assuntos

Outro fator que influencia muito na sessão é o controle de calor, isso que decidirá o tempo da sua sessão e a intensidade do sabor. É sempre muito importante “rotacionar” os carvões durante a sessão, evitando assim que uma área receba mais calor do que a outra, queimando parte do fumo  e interferindo negativamente na duração e sabor. Fizemos um post sobre esse assunto, clique aqui.

Combinado com o controle de calor, mas não menos importantes, estão a furação, o tipo do rosh que você utilizará (raso ou fundo) e o tipo de tabaco do fumo que você fumará, já que alguns são mais resistentes ao calor, outros mais sensíveis, veja este post sobre os tipos de tabaco de narguile.

Quando utilizamos um rosh raso, significa que o fumo terá uma maior área em contato com o carvão, ou seja, exposto diretamente à fonte de calor. Neste caso, quando não tomamos os devidos cuidados, o fumo queimará muito mais rápido, diminuindo o tempo da sessão.

Já com um rosh mais fundo, o calor não pode ser muito concentrado porque grande parte do fumo não esta em contato direto com o carvão, ou seja, caso o calor seja muito intenso queimará a parte de cima do fumo, e deixará a parte de baixo intacta, desperdiçando grande parte da sessão.

Outro ponto muito importante é: jamais reutilizar a mesma essência já utilizada na outra sessão e sempre evitar o “double set” de carvão, ou seja, essência e carvão para duas sessões em uma só. Seria algo como um overpack de no rosh e 6 carvões, por exemplo. Se for se aventurar nessa, utilize fumos com um tabaco forte como castros, tangiers, desvall e azure. Além disso, atente-se para a furação do rosh. como explicamos no post Como furar o rosh sem furador.

Como falado anteriormente, existem fumos com o tabaco mais sensível e outros mais resistentes ao calor, por isso, na hora de fazer um mix de essências, é importante sempre lembrar de combinar fumos com um tabaco parecido, para que um não queime antes do outro e faça com que a sessão perca o gosto ou fique com o famoso gosto de carvão.

Para fazer a limpeza do rosh, basta deixa-lo de molho por alguns minutos em agua quente para que ele amoleça e então esfregar com uma esponja para que a crosta de fumo queimado saia facilmente e você possa sempre manter os devidos cuidados com o rosh.

Esperamos que este post seja útil e que aproveite para melhores sessões! Caso queira saber mais sobre o mundo do narguile, acompanhe nossos posts semanais e INSCREVA-SE EM NOSSA NEWSLETTER.

Agora se quer saber como abastecer suas sessões de narguile sem sair de casa, clique aqui.

DICAS DE NARGUILE: CARVÃO E FOGAREIRO

Tudo o que precisa saber sobre carvão de narguile. Tudo por uma sessão melhor!​

Você já se perguntou o que é o carvão de narguile?

ou então, por que usamos carvão de coco?

Ou, ainda, percebeu que estava sem fogareiro, e pensou: e agora?

Então acompanhe este post porque responderemos a essas perguntas e outras curiosidades sobre carvões de narguile e como acendê-los. Falaremos algumas dicas e o que também não recomendamos.

Tudo com intuito de fazermos sessões melhores!

Vale dizer aqui que temos carvões cúbicos, hexagonais, os flat (formato de paralelepípedo). Assim como existem fogareiros a gás e elétricos. Veremos a seguir as diferenças de cada tipo de carvão de narguile e fogareiro.

Para ficar mais fácil, juntamos as dicas do que não fazer por tópicos:

Tipos de carvão de narguile: matéria-prima e formatos

Existem alguns tipos básicos de carvões, os principais são:

  • Carvão vegetal com pólvora
  • Carvão vegetal sem pólvora, também chamados de naturais
  • Carvão feito de Caroços (de azeitona, pêssego, etc.) – estes são bem difíceis de se encontrar no Brasil.
  • Carvão de prata

Carvão com Pólvora
O carvão com pólvora é o bem comum de se encontrar no mercado, tem um baixo custo e a facilidade de se acender. Afinal, este tipo de carvão pode ser aceso com um isqueiro comum, ou seja, em poucos minutos o carvão já está aceso e você já está fumando com seus amigos. O nome pólvora não é exatamente correto, pois o que é adicionado ao carvão é um nitrato que é altamente combustível. Na verdade, a maioria dos carvões vegetais são feitos de madeira carbonizada, veja aqui como é produzido. Esse tipo inclui alguns carvões para churrasco também. No caso do narguile, é acrescentado a pólvora (nitrato) para acelerar o acendimento.

Atenção: Muitos carvões com pólvora, devido a má distribuição da pólvora, causam pequenas faíscas quando estão acendendo. Tome cuidado com os olhos principalmente.

Carvão sem pólvora:  Carvão de Coco (fibra de coco)

Os carvões de coco são considerados a melhor opção para fumar o narguile, primeiro porque são ecológicos, pois são feitos de um reaproveitamento de cocos, além disso os carvões de coco produzem mais calor, não deixam gosto no fumo e não exalam cheiro. A duração média destes carvões é de 1 hora e não deixam muitas cinzas. A única desvantagem é a demora para acender. Utilizando um isqueiro maçarico, você levará cerca de 5-10 minutos para acendê-lo.

Carvão de prata

O carvão de prata vem sumindo do mercado, por este ter chumbo em sua composição.
O carvão tem duração média (aproximadamente 45 à 60 mim) e deixa pouco gosto e cheiro.

Formatos dos carvões para narguile

Existem alguns formatos no mercado atualmente, os principais são:

  • Hexagonal
  • Cúbico
  • Flat
  • Cilíndrico

Os carvões mais comuns hoje em dia são os hexagonais e cúbicos. Os carvões flat, como os de prata, já são mais difíceis de ver a galera utilizando. Assim como os cilíndricos também, inclusive os de pólvora por deixar um gosto horrível na sessão de narguile e serem mais prejudiciais à saúde.

Existe uma curiosidade nos carvões hexagonais que são quase que exclusivos do mercado brasileiro. Algo como 99% dos carvões hexagonais comercializados são vendidos aqui no nosso Brasilzão! Enquanto que europa e EUA praticamente só se usa os carvões de coco cúbicos.

Inclusive algumas marcas gringas de carvão chegam aqui e tem de criar seu produto em formato hexagonal para ter aceitação da galera.

Nós, brazucas, nos adaptamos ao formato hexagonal por vários motivos, inclusive de aceitação do público, mas podemos ressaltar que ele acende mais rápido que um carvão de coco cúbico e tem uma maior área de contato com a cerâmica, no entanto demanda um controle de calor maior na sessão, veja mais sobre controle de calor. 

Entretanto, os hexagonais tem uma desvantagem clara quando falamos de controladores de calor. Os carvões cúbicos cabem tranquilamente em um controlador, enquanto que com os hexagonais temos de brincar de tetris com eles para utilizar um controlador.

Dicas de fogareiro: como acender seu carvão de narguile

Antes de tudo é bom lembrar, o carvão só deve ser usado no narguile depois de estar totalmente aceso! Não se apresse e deixe alguma parte apagada!
Existem diferentes maneiras de acender o carvão, o ideal seria um fogareiro elétrico, porém não é sempre que temos um desses a disposição.

Fogareiro elétrico: é a melhor maneira de se acender o carvão, principalmente os portáteis que acabam distribuindo melhor o calor, e pode ser levado para qualquer lugar. Utilize o fogareiro de resistência elétrico convencional ou o blindado, ou ainda o fogareiro a gás, o que for mais conveniente.

Fogão a gás: é a maneira mais usada de acender o carvão, só que acaba fazendo muita sujeira e na maioria das vezes o carvão não é bem posicionado, fazendo com que não seja aceso da maneira correta e por inteiro, demorando mais.

Maçarico:  são rápidos e práticos, podendo ser levados para qualquer lugar facilmente. Maçaricos bons acendem rapidamente o carvão e por inteiro. Mas não poupem na hora de comprar um maçarico, pois podem não acender o carvão muito bem e podem quebram facilmente.  Lembre o barato as vezes sai caro.

Dicas para uma sessão de narguile melhor?

Em questão de limpeza de narguile, o carvão pode gerar muita sujeira. Portanto, sempre limpe com cuidado seu set up. Nós fizemos um post sobre uma limpeza bem feita, leia mais aqui.

A primeira opção, sempre, para acender seus carvões deve ser o fogareiro. De jeito nenhum acenda seus carvões no micro ondas, veja o por quê!

Caso não tenha um fogareiro, um outra opção é usar um fogão de cozinha. Mas se prepare para a sujeira!

Caso não tenha acesso a um fogão ou fogareiro, recomendamos ter um fogareiro a gás sempre ali para essas situações.

Mas as vezes na praia ou em um sítio, não temos tudo isso em mãos ne. Então, COMO ÚLTIMA OPÇÃO E MUITO CUIDADO, podemos improvisar um fogareiro, algo como um acendedor da panela de fondue, como feito aqui. Utilizando uma latinha de alumínio cortada, coloque um pedaço de pano ou papel no fundo e encharque de álcool ou óleo. Faça uma base furada/vazada para os carvões de narguile, coloque a latinha embaixo, acenda-a, coloque os carvões em cima da base e aguarde acender por completo. Agora é só fumar!

Outra coisa, o narguile foi feito para ser aquecido por carvões, não vá me tentar aquecer o rosh com o fogareiro de cabeça para baixo, ou, pior ainda, com um ferro de passar roupa. Cada um no seu quadrado e tudo vai dar certo!

Esperamos que este post seja útil e que aproveite para melhores sessões! Caso queira saber mais sobre o mundo do narguile, acompanhe nossos posts semanais!

Agora se quer saber como abastecer suas sessões de narguile sem sair de casa, clique aqui.

GAMBIARRAS DE NARGUILE: O QUE NÃO FAZER

O que não fazer na sessão de narguile?

Saiba o que não fazer nas sessões de narguile para aproveitar o máximo possível e fazer fumaça!!

Basicamente, para uma sessão, precisamos do narguile, de um rosh, o vaso, essênicas, carvões  e alumínio (ou controlador de calor). Então fazemos o rosh com as essências e alumínio, acendemos o carvão e iniciamos o procedimento de controle de calor. Caso queira saber mais sobre como controlar o calor da sua sessão de narguile, clique aqui.

Mas o problema em questão vem da pergunta: To sem fogareiro e agora?

Ou então, to sem furador, ja era? Ou ainda, o rosh quebrou, o que fazemos?

Ou seja, momentos em que as gambiarras para narguile choram de tanta criatividade que nós brasileiros temos.

Nós da UMMAHOOKAH, também adoramos uma boa rodada de narguile com os amigos, ou sozinho mesmo. Depois de muitos anos na estrada, fizemos ou ouvimos os maiores absurdos para não desperdiçar uma sessão de narguile. Lembrando que aqui apenas recomendamos essas práticas de modo a aproveitar o máximo das essências de narguile, carvão, o ritual completo em si. Caso tenha algum caso que queira nos contar comente por favor.

Sabemos como a falta de informação ou de acessórios apropriados podem influenciar sua sessão de narguile de maneira negativa. Por isso, compilamos algumas dicas de narguile que te farão aproveitar melhor e se tornar um pouco menos prejudicial hehe.

Vamos lá!

Ressaltaremos dicas de como não acender o carvão, o que não fazer com seu vaso ou seu rosh e algumas dicas para melhorar sua sessão de acordo com o gosto de cada um né.

Para ficar mais fácil, juntamos as dicas do que não fazer por tópicos:

O que não fazer com meu vaso ou base de narguile?

A primeira coisa é não colocar bebida alcoólica no vaso de narguile. Não sabemos ao certo qual a reação que podemos ter fazendo isso. Sem falar que o gosto fica horrível.

Não devemos esquentar o vaso ou resfriá-lo. Ao faze-los, aumentamos muito a chance de ocorrer um choque térmico no vaso de narguile e consequentemente, quebrá-lo.

Colocar leite no vaso, faz mais fumaça. Esse é um mito que além de não fazer muita diferença, também pode trazer consequências piores do ponto de vista de saúde. Pois ao colocar leite no vaso e não lavar direito após o uso, o leite que entra pela downstem, pela mangueira e as outras partes do narguile, pode juntar fungos. E ao usar o narguile novamente com esses fungos, os usuários correm o risco de contrair doenças respiratórias. Então nos que fizemos, a fumaça não teve uma grande alteração. E com o risco de se contrair uma doença com os fungos deixados, não aconselhamos a ficar testando isso também.

Cuidado para fazer um difusor

O que não fazer a respeito da furação do rosh, essências e acessórios quebrados?

Se o rosh quebrar, evite colar com qualquer cola ou materiais de epoxi que existem no mercado. Apesar de resolver o problemas da quebra, as vezes, quando essas colas são aquecidas pelo carvão, liberam substâncias que não são muito  boas para nossa saúde. Então se puder compre outro, o que é complicado pelos preços que temos hoje em dia. Mas é o melhor a ser feito.

Não reutilize o rosh usado. Você tirou o alumínio e viu que toda a essência não foi queimada, ainda com melaço. Ok jogue fora, não reaproveite a essência. Ela já foi queimada e já perdeu muitas das propriedades, queimá-la novamente, pode gerar muita dor de cabeça.

A furação tem de ser feita de acordo com sua essência de narguile. Uma essência que suporta mais temperatura, faça menos furos. E vice-versa. Além disse, é bem interessante usar um furador adequado. Fizemos um post falando sobre tentativas absurdas de furadores e explicando esse assunto dos por quês da furação de rosh.

Outras dicas do que não fazer na sua sessão de anrguile?

Em questão de limpeza de narguile, evite utilizar limão se tiver um narguile ou acessórios de alumínio com pintura por anodização. O limão é muito ácido e pode danificar a pintura. Para uma limpeza bem feita, leia mais aqui.

narguiles caseiros, pode ser uma ideia interessante. No entanto somente recomendamos se utilizar os materiais limpos e adequados. Não vá fazer um narguile com um cano de pvc que achou no lixo ou jogado na rua em, veja essa gambiarra de narguile.

Para acender o carvão use fogareiro, churrasqueira, fogão da cozinha. Mas pelo amor de deus, não use o micro ondas. Vai por fogo na sua casa. Dá uma olhada no que acontece aqui.

usar guardanapo ou sacolas plásticas para substituir as borrachas de vedação. Pode funcionar mas fique bem atento porque não há aderência correta, então pode ocorrer do rosh ir soltando aos poucos e cair do narguile ou a mangueira soltar toda hora.

O respiro do narguile é muito importante, mas aparecem algumas idéias de como melhorá-lo por ai. realment eé possível de melhorar, só tome cuidado para não ter que comprar outro

Outra coisa, o narguile foi feita para ser aquecido por carvões, não vá me tentar aquecer o rosh com o fogareiro de cabeça para baixo, ou, pior ainda, com um ferro de passar roupa. Cada um no seu quadrado e tudo vai dar certo!

    Artur Siqueira Nobrega de Freitas | 382.495.788 48 – UMMAHOOKAH – CNPJ: 23.633.173/0001-42 | Rua 1 de Janeiro 395, Vila Clementino, São Paulo, SP | CEP: 040400-060
    Ei calma, não vá ainda...Agradecemos sua visita e oferecemos nosso ebook:

    GUIA DEFINITIVO DE NARGUILE

    Saiba tudo que precisa para uma sessão de narguile incrível:
    • Controle de calor
    • Limpeza e manutenção de setup
    • Dicas para sua sessão

     

    QUERO MEU EBOOK UMMAHOOKAH
    WhatsApp DÚVIDAS?