Categoria: gambiarras

GAMBIARRAS DE NARGUILE: O QUE NÃO FAZER

O que não fazer na sessão de narguile?

Saiba o que não fazer nas sessões de narguile para aproveitar o máximo possível e fazer fumaça!!

Basicamente, para uma sessão, precisamos do narguile, de um rosh, o vaso, essênicas, carvões  e alumínio (ou controlador de calor). Então fazemos o rosh com as essências e alumínio, acendemos o carvão e iniciamos o procedimento de controle de calor. Caso queira saber mais sobre como controlar o calor da sua sessão de narguile, clique aqui.

Mas o problema em questão vem da pergunta: To sem fogareiro e agora?

Ou então, to sem furador, ja era? Ou ainda, o rosh quebrou, o que fazemos?

Ou seja, momentos em que as gambiarras para narguile choram de tanta criatividade que nós brasileiros temos.

Nós da UMMAHOOKAH, também adoramos uma boa rodada de narguile com os amigos, ou sozinho mesmo. Depois de muitos anos na estrada, fizemos ou ouvimos os maiores absurdos para não desperdiçar uma sessão de narguile. Lembrando que aqui apenas recomendamos essas práticas de modo a aproveitar o máximo das essências de narguile, carvão, o ritual completo em si. Caso tenha algum caso que queira nos contar comente por favor.

Sabemos como a falta de informação ou de acessórios apropriados podem influenciar sua sessão de narguile de maneira negativa. Por isso, compilamos algumas dicas de narguile que te farão aproveitar melhor e se tornar um pouco menos prejudicial hehe.

Vamos lá!

Ressaltaremos dicas de como não acender o carvão, o que não fazer com seu vaso ou seu rosh e algumas dicas para melhorar sua sessão de acordo com o gosto de cada um né.

Para ficar mais fácil, juntamos as dicas do que não fazer por tópicos:

O que não fazer com meu vaso ou base de narguile?

A primeira coisa é não colocar bebida alcoólica no vaso de narguile. Não sabemos ao certo qual a reação que podemos ter fazendo isso. Sem falar que o gosto fica horrível.

Não devemos esquentar o vaso ou resfriá-lo. Ao faze-los, aumentamos muito a chance de ocorrer um choque térmico no vaso de narguile e consequentemente, quebrá-lo.

Colocar leite no vaso, faz mais fumaça. Esse é um mito que além de não fazer muita diferença, também pode trazer consequências piores do ponto de vista de saúde. Pois ao colocar leite no vaso e não lavar direito após o uso, o leite que entra pela downstem, pela mangueira e as outras partes do narguile, pode juntar fungos. E ao usar o narguile novamente com esses fungos, os usuários correm o risco de contrair doenças respiratórias. Então nos que fizemos, a fumaça não teve uma grande alteração. E com o risco de se contrair uma doença com os fungos deixados, não aconselhamos a ficar testando isso também.

Cuidado para fazer um difusor

O que não fazer a respeito da furação do rosh, essências e acessórios quebrados?

Se o rosh quebrar, evite colar com qualquer cola ou materiais de epoxi que existem no mercado. Apesar de resolver o problemas da quebra, as vezes, quando essas colas são aquecidas pelo carvão, liberam substâncias que não são muito  boas para nossa saúde. Então se puder compre outro, o que é complicado pelos preços que temos hoje em dia. Mas é o melhor a ser feito.

Não reutilize o rosh usado. Você tirou o alumínio e viu que toda a essência não foi queimada, ainda com melaço. Ok jogue fora, não reaproveite a essência. Ela já foi queimada e já perdeu muitas das propriedades, queimá-la novamente, pode gerar muita dor de cabeça.

A furação tem de ser feita de acordo com sua essência de narguile. Uma essência que suporta mais temperatura, faça menos furos. E vice-versa. Além disse, é bem interessante usar um furador adequado. Fizemos um post falando sobre tentativas absurdas de furadores e explicando esse assunto dos por quês da furação de rosh.

Outras dicas do que não fazer na sua sessão de anrguile?

Em questão de limpeza de narguile, evite utilizar limão se tiver um narguile ou acessórios de alumínio com pintura por anodização. O limão é muito ácido e pode danificar a pintura. Para uma limpeza bem feita, leia mais aqui.

narguiles caseiros, pode ser uma ideia interessante. No entanto somente recomendamos se utilizar os materiais limpos e adequados. Não vá fazer um narguile com um cano de pvc que achou no lixo ou jogado na rua em, veja essa gambiarra de narguile.

Para acender o carvão use fogareiro, churrasqueira, fogão da cozinha. Mas pelo amor de deus, não use o micro ondas. Vai por fogo na sua casa. Dá uma olhada no que acontece aqui.

usar guardanapo ou sacolas plásticas para substituir as borrachas de vedação. Pode funcionar mas fique bem atento porque não há aderência correta, então pode ocorrer do rosh ir soltando aos poucos e cair do narguile ou a mangueira soltar toda hora.

O respiro do narguile é muito importante, mas aparecem algumas idéias de como melhorá-lo por ai. realment eé possível de melhorar, só tome cuidado para não ter que comprar outro

Outra coisa, o narguile foi feita para ser aquecido por carvões, não vá me tentar aquecer o rosh com o fogareiro de cabeça para baixo, ou, pior ainda, com um ferro de passar roupa. Cada um no seu quadrado e tudo vai dar certo!

    COMO FURAR O ROSH DE NARGUILE SEM FURADOR?

    GAMBIARRAS DE NARGUILE:

    COMO FURAR UM ROSH SEM FURADOR?

    Começaremos a compartilhar nossas experiências nesta nova categoria: Gambiarras e adaptações, quem nunca?

    Caso não tenha visto nosso post anterior  NARGUILE X CIGARRO, clique aqui.

    Nós iremos ajudar te duas maneiras. A primeira: é trazer um clube de assinatura de narguile totalmente personalizado de acordo com a quantidade fumada por mês e com as preferências de sabores de cada um. Então, você poderá degustar as melhores essências e fazer todo tipo de mix que quiser sem sair de casa. Veja mais sobre o clube de assinatura.

    A segunda: Tentaremos ajudar a vocês não desperdiçarem suas sessões porque faltou alguma coisa naquele momento.

    Vamos começar com um dos mais comuns: to sem furador, po**a! COMO FAZER A FURAÇÃO DO ROSH?

    Você está lá, bonitão, fazendo uma fumari (diliça!), carvão tostanto, galera te zuando porque não sabe esticar o alumínio, beleza!

    Então, para, caça dentro das malas, nos bolsos, F***EU, NÃO TEM FURADOR!

    Depois de passar por isso mil vezes, trazemos a vocês algumas possíveis soluções e fiascos que tentamos para este problema, são elas:

    • Furador do pegador (só em último caso mesmo)
    • Enrolar bem o alumínio e usá-lo de furador. Neste caso você precisa de muita paciência e destreza manual
    • Palito de dente sempre salva a sessão
    • Espinho de planta é monstro!
    • Clipes funcionam com jeitinho
    • Brincos (de preferência do amiguinho)
    • Garfo e faca são péssimas ferramentas

    Até aqui, OK! Esses são até que bem fáceis de encontrar e fazer a furação! Agora se não encontrar nenhuma dessas, lá vai outras opções que encontramos por aí:

    • Macarrão cru
    • Arame de caderno, corda de guitarra, limpador de boca de fogão, esses funcionam que é uma beleza
    • Grafite de lapiseira funciona legal
    • Mini ferramentas (chaves de fenda)
    • Anel de latinha (cuidado)
    • Unhas de um gato (se conseguir você ganha o título de JEDI na hora)

    Cara, a criatividade TEM que brotar na hora de salvar a sessão. Logo, essa é a regra.

    Se você curtir a brisa Do it yourself, você pode fazer o seu próprio furador, é bem fácil:

    Na realidade, basta ser criativo. Aqui somente podemos dar algumas dicas do que fazer ou do que não fazer.

    Falando mais profundamente agora,

    E por um mundo do narguile melhor,

    podemos ajudar mais nos motivos de uma boa furação de rosh, ou seja, para uma sessão com um fluxo massa!

    Basicamente, o fumo recebe calor de duas maneiras. A primeira do carvão através do alumínio e do rosh e, por isso, fazemos aquele aquecimento inicial. A segunda ocorre quando o fluxo de ar passa pelo fumo e, neste caso, percebe-se que a furação pode influenciar. Como exemplo, utilizaremos uma furação típica de furos em anéis concêntricos em relação ao pino central do rosh, como a imagem a seguir:

    Os furos mais externos percorrem um “caminho” maior até o pino central, transferindo mais calor ao fumo, assim como em um controlador de calor, normalmente. Portanto, quanto mais furos forem feitos ou quanto maiores os furos, mais calor ao fumo e uma sessão mais curta com mais fumaça ocorrerá. No entanto, deve-se atentar à sensibilidade ao calor do fumo, a qual pode estragar sua sessão com aquela sensação de queimado.

    Outra preocupação surge com uma quantidade menor de furos, quando o alumínio pode encostar no pino central e produzir um fluxo mais pesado ou até mesmo fechá-lo. Uma solução para esse problema é fazer furos centrais, aliviando o fluxo da puxada, como na imagem a seguir.

    Mas lembre-se que os furos centrais não trazem benefício de sabor ou de densidade de fumaça, somente de fluxo. Isso ocorre porque o ar quente que passa pelos furos centrais não tem um contato prolongado com o fumo e vão direto pelo pino central do rosh.

    Outras sugestões de furação, assista aqui:

    Por fim, faça uma quantidade de furos que julgar suficiente e avaliar dois pontos:

    • Pouca fumaça: você pode fazer mais furos ou utilizar o abafador por mais tempo. Esse é um indício de que está fumando uma essência que aguenta um quantidade de calor maior.
    • Sensação de queimado: você pode reduzir a quantidade de furos em um próximo rosh até que o fluxo se torne pesado. Então, comece a utilizar os furos centrais para balancear sua puxada.

    É isso pessoal, valeu!

    Artur Siqueira Nobrega de Freitas | 382.495.788 48 – UMMAHOOKAH – CNPJ: 23.633.173/0001-42 | Rua 1 de Janeiro 395, Vila Clementino, São Paulo, SP | CEP: 040400-060
    Ei calma, não vá ainda...Agradecemos sua visita e oferecemos nosso ebook:

    GUIA DEFINITIVO DE NARGUILE

    Saiba tudo que precisa para uma sessão de narguile incrível:
    • Controle de calor
    • Limpeza e manutenção de setup
    • Dicas para sua sessão

     

    QUERO MEU EBOOK UMMAHOOKAH
    WhatsApp DÚVIDAS?