COMO FURAR O ROSH DE NARGUILE SEM FURADOR?

GAMBIARRAS DE NARGUILE:

COMO FURAR UM ROSH SEM FURADOR?

Começaremos a compartilhar nossas experiências nesta nova categoria: Gambiarras e adaptações, quem nunca?

Caso não tenha visto nosso post anterior  NARGUILE X CIGARRO, clique aqui.

Nós iremos ajudar te duas maneiras. A primeira: é trazer um clube de assinatura de narguile totalmente personalizado de acordo com a quantidade fumada por mês e com as preferências de sabores de cada um. Então, você poderá degustar as melhores essências e fazer todo tipo de mix que quiser sem sair de casa. Veja mais sobre o clube de assinatura.

A segunda: Tentaremos ajudar a vocês não desperdiçarem suas sessões porque faltou alguma coisa naquele momento.

Vamos começar com um dos mais comuns: to sem furador, po**a! COMO FAZER A FURAÇÃO DO ROSH?

Você está lá, bonitão, fazendo uma fumari (diliça!), carvão tostanto, galera te zuando porque não sabe esticar o alumínio, beleza!

Então, para, caça dentro das malas, nos bolsos, F***EU, NÃO TEM FURADOR!

Depois de passar por isso mil vezes, trazemos a vocês algumas possíveis soluções e fiascos que tentamos para este problema, são elas:

  • Furador do pegador (só em último caso mesmo)
  • Enrolar bem o alumínio e usá-lo de furador. Neste caso você precisa de muita paciência e destreza manual
  • Palito de dente sempre salva a sessão
  • Espinho de planta é monstro!
  • Clipes funcionam com jeitinho
  • Brincos (de preferência do amiguinho)
  • Garfo e faca são péssimas ferramentas

Até aqui, OK! Esses são até que bem fáceis de encontrar e fazer a furação! Agora se não encontrar nenhuma dessas, lá vai outras opções que encontramos por aí:

  • Macarrão cru
  • Arame de caderno, corda de guitarra, limpador de boca de fogão, esses funcionam que é uma beleza
  • Grafite de lapiseira funciona legal
  • Mini ferramentas (chaves de fenda)
  • Anel de latinha (cuidado)
  • Unhas de um gato (se conseguir você ganha o título de JEDI na hora)

Cara, a criatividade TEM que brotar na hora de salvar a sessão. Logo, essa é a regra.

Se você curtir a brisa Do it yourself, você pode fazer o seu próprio furador, é bem fácil:

Na realidade, basta ser criativo. Aqui somente podemos dar algumas dicas do que fazer ou do que não fazer.

Falando mais profundamente agora,

E por um mundo do narguile melhor,

podemos ajudar mais nos motivos de uma boa furação de rosh, ou seja, para uma sessão com um fluxo massa!

Basicamente, o fumo recebe calor de duas maneiras. A primeira do carvão através do alumínio e do rosh e, por isso, fazemos aquele aquecimento inicial. A segunda ocorre quando o fluxo de ar passa pelo fumo e, neste caso, percebe-se que a furação pode influenciar. Como exemplo, utilizaremos uma furação típica de furos em anéis concêntricos em relação ao pino central do rosh, como a imagem a seguir:

Os furos mais externos percorrem um “caminho” maior até o pino central, transferindo mais calor ao fumo, assim como em um controlador de calor, normalmente. Portanto, quanto mais furos forem feitos ou quanto maiores os furos, mais calor ao fumo e uma sessão mais curta com mais fumaça ocorrerá. No entanto, deve-se atentar à sensibilidade ao calor do fumo, a qual pode estragar sua sessão com aquela sensação de queimado.

Outra preocupação surge com uma quantidade menor de furos, quando o alumínio pode encostar no pino central e produzir um fluxo mais pesado ou até mesmo fechá-lo. Uma solução para esse problema é fazer furos centrais, aliviando o fluxo da puxada, como na imagem a seguir.

Mas lembre-se que os furos centrais não trazem benefício de sabor ou de densidade de fumaça, somente de fluxo. Isso ocorre porque o ar quente que passa pelos furos centrais não tem um contato prolongado com o fumo e vão direto pelo pino central do rosh.

Outras sugestões de furação, assista aqui:

Por fim, faça uma quantidade de furos que julgar suficiente e avaliar dois pontos:

  • Pouca fumaça: você pode fazer mais furos ou utilizar o abafador por mais tempo. Esse é um indício de que está fumando uma essência que aguenta um quantidade de calor maior.
  • Sensação de queimado: você pode reduzir a quantidade de furos em um próximo rosh até que o fluxo se torne pesado. Então, comece a utilizar os furos centrais para balancear sua puxada.

É isso pessoal, valeu!

Comentários

Conhece nossos box mensais de narguile?

Todo mês na sua casa, essências especialmente escolhidas para você!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

*